apresentação

integrantes

coleção Niep-Marx

revista do Niep

Marx e o marxismo

fórum-Niep

núcleos marxistas

contato

portal uff

início

 

 

Anais do Colóquio Internacional Marx e o Marxismo 2021

O futuro exterminado? Crise ecológica e reação anticapitalista

 


Organização: Núcleo Interdisciplinar de Estudos e Pesquisas sobre Marx e o Marxismo (NIEP-Marx)

Niterói, agosto de 2021

 

ISBN: 978-65-00-29082-0


 

Clique no título do trabalho para abrir o pdf com o texto

 

Mesa Coordenada 1. Socialismo ecológico na América Latina - Do pré-capitalismo ao capitaloceno

Coordenador/a: Daniel Alves Rodrigues (Universidade de Brasília)

1. Periferia mundial: o debate da acumulação primitiva e etapismo

Daniel Aves Rodrigues Luciano (UNB)

2. O germe do capitaloceno: o genocídio colonial em Abya Yala como marco da nova Época geológica

Gustavo Larges Xavier (RI/PUC)

3. Natureza e artificialidade no projeto socialista de nação de José Carlos Mariátegui

Jean Ganesh Faria Leblanc (Université Lumière Lyon 2-França)

4. A América Latina e o imperialismo ecológico: contribuições a partir de Marx

Aline Recalcatti de Andrade (Universidade de Buenos Aires)

Mesa Coordenada 2. Expropriação do trabalho "feminino" no capitalismo periférico e dependente, mulheres cis e trans superando a dicotomia público/ privado

Coordenador/a: Helga Maria Martins de Paula (Universidade Federal de Jataí)

1. Por que Riobaldo não pôde viver o amor por Reinaldo/Diadorim? A transexualidade no contexto brasileiro

Márcia Santos Lemos (Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia)

2. Organização das mulheres trabalhadoras rurais/camponesas, feminismo classista, direitos e expropriações no capitalismo dependente periférico brasileiro

Helga Maria Martins de Paula (Universidade Federal de Jataí)

Larissa Carvalho Oliveira (Universidade Federal de Goiás)

3. O naufrágio do Titanic: a vida das mulheres trabalhadoras em momento de catástrofe

Ana Karen de Oliveira Souza (Universidade Estadual de Feira de Santana)

4. A perpetua dicotomização público x privado sua funcionalidade para depreciação da reprodução do trabalho da mulher

Qelli Viviane Dias Rocha (Universidade Federal do Mato Grosso)

Jacqueline Botelho (Universidade Federal Fluminense)

Mesa Coordenada 3. O marxismo e as lutas socioambientais: debatendo algumas de suas expressões

Coordenador/a: Maria das Graças e Silva (Universidade Federal de Pernambuco)

1. Lutas socioambientais envolvendo mineração no Brasil

Nailsa Maria Souza Araújo (Universidade Federal de Sergipe)

Maria das Graças e Silva (Universidade Federal de Pernambuco)

Nicole Alves Espada Pontes (Universidade Federal de Pernambuco)

Emile Nycole Carvalho de Freitas (Universidade Federal de Pernambuco)

2. A consolidação do mercado de agrotóxicos no Brasil:  repercussões sobre a vida das populações camponesas

Sandra Maria Batista Silveira (Universidade Federal de Pernambuco)

Clécia Pereira da Silva (Universidade Federal de Pernambuco)

3. A cisão entre o ambiental e o social: a desregulamentação das áreas de proteção ambiental para expansão do mercado imobiliário frente os impactos da crise sanitária mundial

Amanda Rayza Brito dos Prazeres (Universidade Federal de Pernambuco)

David Yuri Souto Ayres (Universidade Federal de Pernambuco)

Mikaelle Gondim Cordeiro (Universidade Federal de Pernambuco)

4. Impactos do golpe de estado de 2016 em territórios em conflitos socioambientais: o caso do Complexo de Suape/PE

Rebeca Gomes de Oliveira Silva (Universidade Federal de Pernambuco)

Iris Pontes Soares (Universidade Federal de Pernambuco)

Elizângela Cardoso de Araújo Silva (Universidade Federal de Pernambuco)

Éricka Vieira de Souza (Universidade Federal de Pernambuco)

Mesa Coordenada 4. Crise econômica, pandemia e educação
Coordenador/a: Rogério Gonçalves de Freitas (River East Transcona School Division)

1. A crise capitalista de 2007/2008 e a montanha russa brasileira

Hajime Takeuchi Nozaki (Universidade Federal de Juiz de Fora)

2. Uncertainty — prospects for the world economy after one year of covid-19 pandemic

José A. Tapia (Drexel University in Philadelphia)

3. Pandemia e desmantelamento da universidade italiana: 50 anos de sua história

Alessandra Ciattini (Università di Roma "Sapienza")

4. Educação do futuro ou futuro da educação? Pandemia, educação à distância e reflexões sobre plataformas de resistências globais

Rogério Gonçalves de Freitas (River East Transcona School Division)

Higson Rodrigues Coelho (Universidade do Estado do Pará)

Marcos Renan Freitas de Oliveira (Universidade do Estado do Pará)

Mesa Coordenada 5. Formas de sociedade e crise ecológica II

Coordenador/a: Henrique Cunha Viana (Universidade Federal de Minas Gerais)

1. Existe‌ ‌‌comunismo‌ ‌primitivo‌‌ ‌no‌ ‌pensamento‌ ‌de‌ ‌Karl‌ ‌Marx?‌

Lucas Parreira Álvares (Universidade Federal do Rio de Janeiro)

2. Historiografia marxista interpelada pelas sociedades não ocidentais

Rodrigo Costa de Andrade (Universidade Federal de Minas Gerais)

3. Sociedades não capitalistas e a falha metabólica: elementos para uma crítica do capitalismo como forma de vida

Henrique Cunha Viana (Universidade Federal de Minas Gerais) 

Mesa Coordenada 7. Formas de sociedade e crise ecológica I

Coordenador/a: Henrique Tahah Novaes (UNESP Marília)

1. Produção destrutiva e os desafios das escolas de agroecologia

Henrique Tahan Novaes (UNESP)

2. Crise estrutural e limites absolutos do capital: notas sobre a ecologia em Mészáros

Ivan Lucon Jacob (UNICAMP)

Adilson Gennari (IBEC)

3. Introdução da contribuição boliviana à transição: do (e a partir do) extrativismo ao Viver Bem

Fabio S. M. Castro (UFABC)

Sinclair Mallet Guy Guerra (UFABC)

Paulo Alves de Lima Filho (IBEC)

4. A lógica do capital fictício e a crise ecológica

Layza Soares Rocha (UFF)

Mesa Coordenada 8. Ecologia, gênero, direito e marxismo: contribuições dos estudos sobre renda fundiária para a organização popular

Coordenador/a: Ricardo Prestes Pazello (Instituto de Pesquisa, Direitos e Movimentos Sociais)

1. O capital de Marx sob a perspectiva do colapso ambiental: do fetichismo da mercadoria à ruptura metabólica

Gabriel Pereira Gioppo (Universidade Federal do Paraná)

2. Luta das mulheres pela terra e os comuns no diálogo de Silvia Federici com Marx

Heloísa Nerone (Universidade Federal do Paraná)

3. O problema do direito na renda fundiária: notas iniciais sobre as contribuições do livro III, de O capital de Marx, para o campo do “direito e movimentos sociais”

Ricardo Prestes Pazello (Instituto de Pesquisa, Direitos e Movimentos Sociais)

Mesa Coordenada 9. Teoria da reprodução social e lutas anticapitalistas

Coordenador/a: Tainã Góis (USP)

1. A relação indireta, porém, imprescindível entre trabalho doméstico e a determinação do valor da força de trabalho

Clara Saraiva (Universidade do Estado do Rio de Janeiro)

2. Trabalho doméstico, de cuidado ou de reprodução social? Economia política feminista canadense e teoria da sociedade em Marx

Rhaysa Ruas (PPGD/UERJ)

3. Teoria da Reprodução Social e Movimentos Sociais: imbricando gênero, raça e classe para revalorizar as lutas sociais no campo da reprodução

Tainã Góis (Universidade de São Paulo)

Mesa Coordenada 10. A extrema direita global: Alt-Right nos EUA e ecofascismo na Alemanha

Coordenador/a: Tatiana Poggi (Universedade Federal Fluminense)

1. Conservadorismo verde: ecofascismo e movimento verde de extrema-direita na Alemanha

Tatiana Poggi (UFF)

2. Make women fascists again: o papel das mulheres na extrema-direita norte-americana

Thais Gabrich (UFF)

3. “Hail Trump! Hail our people! Hail victory!”: a Alt-Right e o neofascismo nos Estados Unidos do século XXI

Gabriel Barbosa (UFF)

Mesa Coordenada 11. A evolução da acumulação e do tempo capitalistas a partir do método marxista

Coordenador/a: Álvaro Martins Siqueira (Universidade Federal Fluminense)

1. Um breve estudo sobre a dominação temporal do capital a partir da concepção de Moishe Postone

Álvaro Martins (Universidade Federal Fluminense)

2. O método dialético em debate: considerações sobre a dialética da natureza a partir das contribuições de Engels e de Lukács

Sávio Freitas Paulo (Universidade Federal Fluminense)

3. O ponto de partida: a dissolução das formas de produção pré-capitalistas e os pressupostos da acumulação primitiva de capital

Luiz Vieira do Nascimento Junior (Universidade Federal Fluminense)

Mesa Coordenada 12. O empresariado e o governo Bolsonaro

Coordenador/a: Pedro Cassiano Farias de Oliveira (IFPB)

1. Agronegócio, bolsonarismo e pandemia: apontamentos de pesquisa

Pedro Cassiano Farias de Oliveira (IFPB)

2. Todos Pela Educação e Bolsonaro: a relação entre o Estado brasileiro e o Partido da Educação (2018-2021)

Lisia Cariello (UFF)

3. Jair Bolsonaro e os empresários da indústria farmacêutica

Elaine Bortone (CEDER/UNIRIO)

4. O governo Bolsonaro e a agenda de mineradores e garimpeiros (2019-2021)

Ana Carolina Reginatto (GTO/UFF)

Mesa Coordenada 13. Capitalismo e exploração da força de trabalho no Brasil contemporâneo

Coordenador/a: Jônatas da Silva Abreu Aarão (UNESA)

1. Faltou luz, mas não era dia: a crise brasileira e o Estado de bem-estar social em tempos de pandemia

Jônatas Aarão (UNESA)

2. A crise da Covid-19, o avanço da reforma trabalhista e as  consequências no mundo do trabalho

Wagner Peres Braga (Universidade Federal Fluminense)

3. Imperialismo e semicolonialismo na questão agrária brasileira

Kauê Barreto (Universidade Federal do Ceará)

Mesa Coordenada 14. A Economia Política da pandemia: crise, Estado e neofascismo

Coordenador/a: Áquilas Mendes (USP/PUC-SP)

1. O capital como um momento político: princípios para pensar o Estado na pandemia

Hugo Tavares (Universidad Autônoma Metropolitana – México)

2. O neofascismo e o capital internacional: burguesia brasileira associada e o SUS

Leonardo Carnut (Universidade Federal de São Paulo)

3. A persistência da aniquilação da saúde pública na crise pandêmica do capital: o neofascismo de Bolsonaro

Áquilas Mendes (USP/PUC-SP)

4. A crise do Covid-19 no centro e as Organizações Sociais da Saúde à espreita

Daniele Correia (USP)

Mesa Coordenada 15. Pandemia e educação: vivências neste conturbado contexto educativo

Coordenador/a: Maria Fernanda Diogo (Universidade Federal de Santa Catarina)

1. Implicações entre o ensino remoto emergencial e o aumento da desigualdade social

Maria Fernanda Diogo (Universidade Federal de Santa Catarina)

2. Educação superior em tempos de ensino remoto emergencial

Lara Carlete Thiengo (Universidade Federal dos Vales do Jequitinhonha e Mucuri)

3. Do pandemônio à pandemia: vivências de estágios obrigatórios não presenciais em geografia na Universidade Federal de Santa Catarina (2020-21)

Aloysio Marthins de Araujo Junior (Universidade Federal de Santa Catarina)

Mesa Coordenada 16. Educação e pandemia em diferentes contextos

Coordenador/a: Aline de Carvalho Moura (Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro)

1. Precarização do trabalho docente em tempos de pandemia

Andreia Gomes da Cruz (Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro)

2. O apagão educacional retratado nas mídias durante a pandemia

Luciane da Silva Nascimento (Universidade do Estado do Rio de Janeiro)

3. Educação, pesquisa e produtivismo: a suposta normalidade produtiva em tempos de pandemia

Aline de Carvalho Moura (Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro)

4. Pesquisa em educação e pandemia: apresentação da produção bibliográfica publicada nos periódicos Qualis A1 e A2

Tânia Gregório (Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras de Macaé)

Alexandre Augusto de Souza (Universidade do Estado do Rio de Janeiro)

Mesa Coordenada 17. Estado e reprodução social no centro e na periferia do capitalismo: experiências no Brasil e na Grã-Bretanha

Coordenador/a: Carolina Alvim de Oliveira Freitas (Universidade de São Paulo)

1. Estado, Nação e regulação da reprodução social: um estudo comparativo sobre cidadania, gênero e raça nas políticas sociais britânicas (1908-1948)

Thiago Romão de Alencar (Universidade Federal Fluminense)

2. Uma análise do movimento de subjetivação das mulheres no direito republicano brasileiro a partir da Teoria da Reprodução Social

Gabriela Azevedo (Universidade Estadual do Rio de Janeiro)

3. Pandemia, trabalho de reprodução social e espaço imobiliário

Carolina Alvim de Oliveira Freitas (Universidade de São Paulo)

Mesa Coordenada 18. Pandemia e obs​curantismo X Educação e pedagogia histórico-crítica: um debate à luz do marxismo

Coordenador/a: Adriana Machado Penna (Universidade Federal Fluminense)

1. Superexploração do Trabalho Docente no Século XXI: uma pandemia que chegou para ficar?

Adriana Machado Penna (Universidade Federal Fluminense/NUPETE)

Bruna Señorans (Universidade Federal Fluminense/NUPETE)

Lennon Vasconcelos (Universidade Federal Fluminense/NUPETE)

Martha Dian (Rede Pública de Educação dos Municípios de Búzios e Arraial do Cabo/NUPETE)

2. Núcleo de Estudos em Educação e Realidade Brasileira (NEEREBRA): a importância da pesquisa no processo educativo como forma de combater o esvaziamento científico da educação escolar

Matheus Rufino Castro (Colégio Pedro II/NEEREBRA)

Isabela Felippe de Oliveira (NEEREBRA)

Matheus Trindade (Colégio Pedro II/NEEREBRA)

Tainá da Costa Amaral (Colégio Pedro II/NEEREBRA)

3. "Nós somos nós, o resto é o resto”: reflexões para uma proposta de trabalho educativo contra-hegemônico, crítico e de emancipação humana

Israel Silva Figueira (SEERJ)

Mesa Coordenada 19. Expressões da alienação e do estranhamento no contexto de crise do capital

Coordenador/a: Lailah Gárbero de Aragão (Universidade Federal de Juiz de Fora)

1. Da fundamentação marxiana da alienação nos Manuscritos de 1844 às categorias da reprodução em O capital: uma análise imanente da problemática do estranhamento e do fetichismo

Pedro Gomes Barbosa (Universidade Federal de Juiz de Fora)

2. Estranhamento corporal e seu agravamento na reprodução social com a pandemia de COVID-19

Lailah Gárbero de Aragão (Universidade Federal de Juiz de Fora)

3. Alienação, estranhamento e o problema da individualidade no capital em crise: uma análise do sofrimento

Pedro Henrique Antunes da Costa (Universidade Federal de Brasília)

Luiza Miranda Furtuoso (Universidade Federal de Juiz de Fora)

volta