Marx e o Marxismo

Principal atividade desenvolvida pelo NIEP-Marx, o evento Marx e o Marxismo tem sido organizado regularmente, com frequência anual, desde 2007. Até 2010, o Marx e o Marxismo teve sempre caráter de curso, de alcance local, funcionando, portanto, como atividade de extensão, gratuita e temática. Em 2011, a equipe do Niep-Marx decidiu organizar o Marx e o Marxismo em formatos distintos, que se revezariam nos anos seguintes. Nos anos ímpares, o evento assume a forma de colóquio, inicialmente nacional, depois internacional. Nos anos pares, o evento retoma o caráter de curso local, funcionando como atividade de extensão.

Marx e o Marxismo 2022. 1922-2022: arte e política

Em 2022, o evento assumiu o habitual caráter de atividade de extensão dos anos pares e, pela primeira vez desde o início da pandemia, teve atividades presenciais, havendo, no entanto, a possibilidade de participação virtual. A programação foi bastante ampla e diversificada, envolvendo 4 sessões plenárias, 1 minicurso, a exibição de um filme, a instalação de uma obra de arte e uma oficina e peça de teatro. Houve cerca de 300 inscritos, dos quais aproximadamente a metade com participação presencial.

 

PROGRAMAÇÃO

Marx e o Marxismo 2021. O futuro exterminado? Crise ecológica e reação anticapitalista

O Colóquio Internacional de 2021 foi organizado novamente de modo totalmente virtual, a programação (ver abaixo) ocupou duas semanas para abrigar quatro sessões plenárias e dois minicursos, além de três sessões de apresentação de trabalhos. Novamente, as sessões plenárias contaram com um elenco diverso de professores e pesquisadores de diversos estados do Brasil e do exetrior. Os minicursos foram os seguintes: “Crise ecológica”, com Eduardo Sá Barreto (UFF/NIEP-Marx), e “Saúde pública e a luta pelo SUS” com Bianca Antunes Cortes (Fiocruz/ Escola politécnica de Saúde Joaquim Venâncio). As sessões de apresentação de trabalhos contaram com 18 mesas, nas quais foram apresentados os 62 trabalhos selecionados pela comissão científica.

 

ANAIS |  PROGRAMAÇÃO  |  CADERNO DE RESUMOS

Marx e o Marxismo 2020. Capitalismo e Barbárie: neoliberalismo, fascismo e conservadorismo

Em razão da pandemia de covid19, o evento ocorreu pela primeira vez em formato inteiramente virtual, sendo as aulas-plenárias transmitidas pelo canal do NIEP-Marx no Youtube. O formato não inibiu o público e cada uma das aulas-plenárias e minicursos contou com uma imensa audência, de cerca de 150 em média a cada sessão, e com grande repercussão nos dias seguintes.

 

PROGRAMAÇÃO

Marx e o Marxismo 2019. Marxismo sem tabusEnfrentando opressões

A ampla programação do Colóquio Internacional de 2019 incluiu quatro sessões plenárias e dois minicursos, além de seis sessões de apresentação de trabalhos. As sessões plenárias contaram com um elenco diverso de professores e pesquisadores de diversos estados do Brasil e do exetrior. Os minicursos foram os seguintes: “Teoria da reprodução social”, com Tithi Bhattacharya (Purdue University, EUA) e Cinzia Arruzza (New School for Social Research, EUA) e “A classe trabalhadora: de Marx ao nosso tempo” com Marcelo Badaró Mattos. As sessões de apresentação de trabalhos contaram com 48 mesas, nas quais foram apresentados os 174 trabalhos selecionados dentre os 231 submetidos.

 

 

ANAIS |  PROGRAMAÇÃO  |  CADERNO DE RESUMOS

Marx e o Marxismo 2018. Marx, 200 anos

Como revelado pelo título, o evento celebrou os 200 anos do nascimento de Karl Marx discutindo seu legado teórico em distintas áreas do conhecimento como história, economia, sociologia e educação. Foram inscritos 200 participantes, mantendo uma frequência média de cerca da metade.

 

PROGRAMAÇÃO

Marx e o Marxismo 2017. De O capital à Revolução de Outubro (1867-1917)

Como não poderia deixar de ser, no ano em que se registrou, discutiu e celebrou os 150 anos da primeira edição do Livro I de O capital, de Marx, e os 100 anos da Revolução de Outubro, o Colóquio Internacional Marx e o marxismo 2017: de O capital à Revolução de Outubro (1867-1917) teve sua programação estruturada em torno desta dupla efeméride. Quanto ao público, inscreveram-se no evento 482 pessoas, dentre ouvintes e participantes das mesas coordenadas. Somando a esse contingente aproximadamente 20 pessoas entre organizadores (não computados como participantes de mesas coordenadas) e plenárias, o evento mobilizou mais de 500 pessoas. No que se refere às mesas coordenadas, foram submetidas 89 à avaliação pela Comissão Científica do evento e selecionadas 64, nas quais foram apresentados 231 trabalhos. O evento contou, além das quatro seções plenárias, com participação de grandes pesquisadores de todo o mundo, com dois minicursos: no primeiro dia do evento, o professor Miguel Vedda, da Universidad de Buenos Aires e do próprio NIEP-Marx, ministrou 4 horas de aula sobre o tema “Estética e revolução”; no último dia do evento, o professor Kevin Murphy, da University of Massachusetts, EUA, ministrou um minicurso de 4h sobre o tema “O Soviete de Petrogrado em 1917”.

 

ANAIS |  PROGRAMAÇÃO  |  CADERNO DE RESUMOS

Marx e o Marxismo 2016. Capital e poder

O curso foi organizado em quatro aulas-plenárias, perfazendo um total de 12 horas/aula. Foi realizado também um minicurso sobre “O Livro I e a crítica da Economia Política: o processo de produção de O capital”, com carga horária total de 12 horas. Além do número expressivo de participantes (480 pedidos de inscrição, 265 inscrições confirmadas e frequência média de 130 participantes por atividade), foi feito o registro audiovisual do evento, em alta qualidade, pela própria equipe do NIEP-Marx. O material está disponível gratuitamente no “Canal NIEP-Marx” no Youtube (alguns deles já visualizados por mais de 1.300 pessoas) e nas redes sociais (onde o grupo é acompanhado por quase 5.000 pessoas).

 

PROGRAMAÇÃO

Marx e o Marxismo 2015. Insurreições, passado e presente

O colóquio internacional contou com cerca de 430 inscritos, dentre ouvintes e participantes das 69 mesas coordenadas, contando com a presença de um público de base institucional bem diversa, espalhando-se por praticamente todos os estados do país (naturalmente com predominância na região Sudeste) e da América Latina (em particular da Argentina). Além disso, durante o evento foram ministrados dois minicursos. Os professores José Rodrigues e Kênia Miranda ministraram um minicurso sobre o tema “Educação, classe e luta de classes” e o professor Marcello Musto, da Universidade de York (Canadá), ministrou minicurso sobre o tema “A história das edições dos escritos de Marx e as aquisições textuais recentes da MEGA2 [Marx-Engels-Gesamtausgabe] (Edição Completa de Marx-Engels, segunda versão).

 

 

ANAIS |  PROGRAMAÇÃO  |  CADERNO DE RESUMOS

Marx e o Marxismo 2014. NIEP-Marx debate Brasil

O evento contou com um minicurso de 16 horas e com aulas-plenárias de 12 horas, perfazendo uma carga horária total de 28h. No total foram 246 pessoas inscritas e, apesar de seu caráter local, estiveram presentes participantes de diversas partes do país (além do Rio de Janeiro, Minas Gerais, São Paulo, Santa Catarina, Paraná, Mato Grosso, Para, Ceará e Alagoas).

 

PROGRAMAÇÃO

Marx e o Marxismo 2013. Marx hoje, 130 anos depois

retomando o caráter de colóquio, desta vez com alcance internacional, o evento reuniu cerca de 400 pessoas, entre participantes nas mesas coordenadas, ouvintes, conferencistas e organizadores, provenientes de diversos estados do país (além do Rio de Janeiro, Rio Grande do Sul, Santa Catarina, Paraná, São Paulo, Minas Gerais, Espírito Santo, Mato Grosso do Sul, Goiás, Ceará e Bahia) e do exterior (Estados Unidos, Inglaterra, Argentina e México). O evento contou com 58 mesas coordenadas, nas quais foram apresentados 210 trabalhos por 233 participantes. No rol dos participantes que apresentaram trabalhos predominaram professores e alunos de doutorado, com uma participação menor de alunos de mestrado e 23 graduandos.

 

 

ANAIS |  PROGRAMAÇÃO  |  CADERNO DE RESUMOS

Marx e o Marxismo 2012. Sujeito histórico e classes sociais

seguindo a alternância bienal, o evento retornou ao caráter de curso local, discutindo o tema “”. A atividade contou com três minicursos, com carga horária total de 20h, e com aulas-plenárias de 12h, somando uma carga de 32h. No total, houve 315 pedidos de inscrição, resultando na emissão de 193 certificados.

 

PROGRAMAÇÃO

Marx e o Marxismo 2011. Teoria e prática

neste ano, o Marx e o Marxismo foi organizado pela primeira vez com caráter de colóquio, com alcance nacional. O público foi muito expressivo. Somando-se os participantes nas mesas coordenadas, ouvintes, conferencistas e organizadores, frequentaram o evento mais de 280 pessoas, provenientes de diversos estados do país (além do Rio de Janeiro, Rio Grande do Sul, Santa Catarina, Paraná, São Paulo, Minas Gerais, Espírito Santo, Goiás, Distrito Federal, Rio Grande do Norte, Paraíba e Pernambuco). O evento contou com 54 mesas coordenadas, nas quais foram apresentados 190 trabalhos por 178 participantes (sem contar eventuais coautores que não puderam comparecer). No rol dos participantes que apresentaram trabalhos predominaram professores e alunos de doutorado, com uma participação menor de alunos de mestrado, além de oito graduandos.


ANAIS |  PROGRAMAÇÃO  |  CADERNO DE RESUMOS

Marx e o Marxismo 2010. Trabalho e historicidade

o curso contou desta vez com carga horária de 16h, e contou com uma média de 102 participantes por atividade, emitindo 111 certificados.

 

PROGRAMAÇÃO

Marx e o Marxismo 2009. Ética, Estética e Política

o curso contou com um público de 344 inscritos e frequência média de 180 participantes por atividade. A carga horária do curso foi de 12h e, pela primeira vez, o evento convidou um professor estrangeiro, o Dr. Miguel Vedda, professor titular da Facultad de Filosofia y Letras da Universidad de Buenos Aires.

 

 

PROGRAMAÇÃO

Marx e o Marxismo 2008. Trabalho

a carga horária da edição de 2008 foi de 20h e foram emitidos 80 certificados para participantes que cumpriram ao menos 75% da carga horária da atividade.

 

PROGRAMAÇÃO

Marx e o Marxismo 2007. Marx, Gramsci e Lukács

o curso foi  composto de 11 aulas, com duração de 3h cada e com a participação de diversos docentes. O curso teve grande procura e resultou na certificação de 180 estudantes de graduação e pós-graduação com frequência mínima de 75%.

 

PROGRAMAÇÃO